Feijão com Arroz

Serviços de design na medida

Menu

Como lidar com a concorrência e crescer com ela?

Empreendedorismo Leia em 5 minutos

Quando o assunto é como lidar com a concorrência, todo empreendedor acaba sentindo certo medo, insegurança e, consequentemente, ansiedade. Isso é perfeitamente compreensível, já que construir um negócio demanda muito tempo, dinheiro e investimento pessoal. Ter um concorrente direto disputando o seu mercado é um fator estressante, e é normal que isso cause um pouco de receio no empreendedor.

Em tempos de crise econômica como a que o Brasil enfrenta atualmente, o cenário de disputa pode se acirrar ainda mais. Uma pesquisa recente apontou que 54,4% dos empresários entrevistados sentiram aumento na concorrência desde o início da recessão econômica. Na mesma pesquisa, 25,3% dos microempreendedores afirmaram ter havido redução na disputa por mercado consumidor. Os demais entrevistados disseram que a chegada da crise foi indiferente.

Mas, diferentemente do que muitos empreendedores imaginam, a falta de competidores em determinado mercado não é um ponto positivo. Pouca competitividade pode significar que o mercado escolhido é fraco, então, fique atento!

O nosso artigo de hoje te ensina como lidar com a concorrência e tirar o melhor dos seus adversários de mercado. Acompanhe as nossas dicas a seguir!

Qual a importância da concorrência?

Para alguns, pode soar estranho quando afirmamos que a concorrência é um ponto positivo dos negócios. O imaginário popular trata a disputa por mercado consumidor como algo ruim, mas isso está longe de ser verdade.

É graças à competitividade que os empreendedores investem em inovação e aprimoram seus serviços. De certa forma, a competição faz com que as empresas pensem diferentes estratégias para contornar os mesmos problemas, e isso promove o crescimento não só do negócio, mas das pessoas associadas a ele.

Se não houvesse concorrência, os empreendedores se preocupariam menos com a qualidade do produto que estão ofertando. A competição saudável entre empresas funciona bem porque se sabe que o empreendedor que atingir o melhor padrão de qualidade venderá mais — e todas as empresas querem se tornar referência em seu mercado de atuação.

E quando não há concorrência?

Há algumas razões pelas quais um negócio não tem concorrência, e nenhuma delas é completamente vantajosa para o empreendedor. Que tal conhecê-las e descobrir como evitá-las?

Você tem um negócio inovador e sua empresa está à frente do mercado

É possível que você tenha criado um negócio tão inovador que ainda não exista concorrência para competir com sua empresa. Apesar de esse cenário parecer animador, não se engane: a concorrência está de olho em você e logo aparecerão empresas para competir pelo seu espaço. Esforce-se para fortalecer a imagem de empresa pioneira, educar seu mercado e estar em constante aperfeiçoamento.

Você não tem o produto que o consumidor quer

Quando não há mercado consumidor, não há produção. Você se lembra dos conceitos de oferta e demanda, não é mesmo? Pois é assim que funciona no mercado.

Se você não tem concorrência, é muito possível que também não tenha compradores. Um exemplo hipotético muito comum dado nas aulas sobre competitividade é o seguinte: você pode abrir uma churrascaria na Índia. A matéria-prima para o seu negócio seria abundante e custaria pouco — e haveria zero concorrência. Mas também haveria zero mercado consumidor.

Você não avaliou bem o ambiente competitivo

Se parece não haver concorrência expressiva no ramo de atuação da sua empresa, você pode ter feito uma avaliação equivocada do mercado. O empreendedorismo não é um ramo tão fácil, e um engano inocente pode acabar comprometendo toda a estrutura do seu negócio.

Como lidar com a concorrência?

Por mais inovador que seja o seu negócio, é impossível manter-se sozinho em um mercado. Mais cedo ou mais tarde, surgem os concorrentes para disputar espaço com sua empresa — e, se você não for cuidadoso e buscar a excelência dos seus serviços, pode acabar sendo superado pelos seus adversários de mercado.

Porém, em vez de encarar essa disputa como algo de maléfico ao seu negócio, o melhor é enxergá-la racionalmente e aprender o possível com ela. Afinal, as empresas não estão competindo com a sua por questões pessoais, mas para dominar um mesmo segmento e resolver os mesmos problemas.

Saber extrair as coisas boas dessa concorrência e aprender a lidar com ela pode ser muito benéfico para o seu empreendimento. Mas como fazer isso?

Conhecendo seus concorrentes

É essencial que você trace o perfil daqueles que disputam seu espaço. Faça um levantamento cuidadoso sobre a sua concorrência, buscando analisar friamente seus maiores pontos fracos e fortes.

Alguns dos aspectos interessantes a se observar são: presença online, tratamento do público, qualidade dos produtos e serviços, vantagens oferecidas aos compradores e tempo de permanência dessas empresas no mercado.

Sabendo lidar com a guerra de preços

Prática comum entre empresas adversárias em um mesmo segmento, a guerra de preços nem sempre é vantajosa para os empreendedores. Ao colocar seu preço abaixo do preço da concorrência, você pode até conseguir números vantajosos em vendas — afinal, os clientes estão sempre atrás da melhor oferta.

Porém, essa disputa direta pode comprometer seu fluxo de caixa, caso você não seja muito cuidadoso com os descontos, e até desvalorizar a imagem da sua marca. Quando a disputa com a concorrência for interrompida e você voltar os produtos ao preço normal, os seus consumidores podem achar estranho e não querer pagar o valor real. Portanto, cuidado!

Aprendendo com os adversários

Os concorrentes também podem ter lições valiosas a passar. Pesquise os casos de maior sucesso no seu segmento e busque incorporar suas estratégias e ideias dentro da sua empresa. Outra dica é estar atento aos erros já cometidos por essas empresas — fica mais fácil evitá-los no futuro se você já os conhece desde agora.

Mantendo a ética

É necessário exercitar o pensamento de que, mesmo que seus concorrentes pareçam incômodos, eles são apenas outros empreendedores que tiveram ideias parecidas com as suas — e que agora estão se esforçando para conseguir um lugar ao sol, assim como você. Atente-se a isso e mantenha a ética sempre.

Há ainda a possibilidade de uma concorrente acabar, futuramente, se tornando uma parceira. Por isso, fique de olho na sinergia entre sua empresa e as demais. Lembre-se que manter uma reputação sólida é valiosíssimo no ramo dos negócios.

Agora, você conhece a importância de se ter concorrentes no mercado e entende como lidar com a concorrência de maneira saudável e vantajosa para seu empreendimento. Tem mais alguma dica ou dúvida? Escreva pra gente nos comentários! E, para mais informações como essa, curta nossa página no Facebook.

Quer compartilhar?
Empreendedor ideias conteudo email

Que tal o melhor conteúdo sobre empreendedorismo para você ter sucesso nos negócios?

Faça como centenas de nossos leitores: