Feijão com Arroz

Serviços de design na medida

Menu

Como fazer uma promoção e engajar seus clientes?

Comunicação Leia em 6 minutos

Quando temos dificuldades com a venda de determinado produto ou serviço, é comum pensarmos em realizar uma ação promocional. Não é por menos, uma vez que elas costumam ser muito eficazes para esses casos. Mas você sabe como fazer uma promoção para fidelizar e engajar seus clientes?

Esse é o tema escolhido para o nosso artigo de hoje. Vamos ajudá-lo a elaborar esse tipo de estratégia, mostrando também as ferramentas disponíveis no mercado para auxiliá-lo nessa tarefa. Vamos lá?

Por que é preciso investir em estratégias de fidelização?

Atrair novos clientes é bom, mas manter os atuais satisfeitos é premissa básica para qualquer empresa. Em tese, é fácil concordar com isso, porém na prática não é tão simples. No dia a dia, costumamos nos dedicar mais às estratégias que visam a atração de clientes do que nas de fidelização.

Sempre que tiver dúvidas sobre isso, lembre-se: consumidores fiéis não apenas rendem mais para a empresa (porque geralmente nos garantem frequência de compra), mas são uma “arma poderosa” na atração de novos clientes!

Se no passado isso acontecia apenas com o boca a boca, hoje as pessoas usam a internet para fazer isso, o que tem amplificado a importância da indicação.

Como as promoções podem ser úteis para estratégias de fidelização?

Entendido que não podemos nos descuidar das estratégias de fidelização, vem a questão: como fazer uma promoção para nos ajudar nessa tarefa?

O primeiro passo para se trabalhar bem com as promoções é justamente entender seu papel estratégico na divulgação das empresas. Geralmente, pensamos nelas como algo iminentemente tático ou, pior ainda, como sinônimo de “liquidação”.

Na prática, isso significa que antes de iniciarmos uma ação promocional precisamos definir seu objetivo (o que a marca vai ganhar com ela) e seu impacto financeiro.

É a partir daí que vamos definir a estratégia e a ação mais adequadas para aquela situação. Parece um tanto óbvio, mas é comum vermos erros graves nessa área.

Quais ações são as mais adequadas para cada situação?

Se o objetivo é atrair novos clientes, uma estratégia de desconto pode funcionar, desde que seja bem planejada. Não se esqueça que é preciso aproveitar a oportunidade para mostrar os diferenciais da sua empresa, envolver aquele consumidor. Caso contrário, ele só vai voltar quando você fizer esse tipo de oferta novamente.

Agora, se a intenção é fidelização, as melhores opções são as ações que condicionam a oferta ao preenchimento de um cadastro (veja abaixo as ferramentas que podem ser usadas) ou que premiam o consumidor de alguma forma.

No caso de sorteios e brindes, lembre-se que hoje as possibilidades se multiplicaram, em função do marketing digital. As empresas podem — e devem — empregar sites, blogs e redes sociais para ativá-las.

Se ainda tem dúvidas sobre isso, preste atenção a esses dados: segundo informações do site da E-commerce News, uma pesquisa recente indicou que 50% dos usuários da internet participam de promoções interativas pelo menos uma vez por mês!

Quais os cuidados para não errar na sua ação promocional?

Sorteios, concursos e distribuição de brindes e cupons de desconto são as modalidades mais comuns para as ações promocionais que visam a fidelização de clientes. A preferência por elas está baseada no poder de engajamento dessas ações. E não há muito mistério sobre as razões que levam a isso, afinal quem não gosta de ser reconhecido e, mais ainda, receber algum tipo de vantagem?

A relevância dessas estratégias é incontestável, mas fique atento: é preciso oferecer algo de valor para o seu consumidor. Pode ser conteúdo, cupom de desconto, brinde etc., desde que a proposta seja elaborada com base nos interesses do seu cliente e não nas necessidades da sua empresa.

É claro que a empresa tem seus objetivos de venda, por exemplo, porém não adianta priorizá-los num momento em que você se propôs a realizar uma ação de fidelização.

Não se engane, o consumidor está atento a esse tipo de atitude. Ele percebe quando a empresa está usando a promoção quase como um álibi para “forçar” a venda. Principalmente quando o foco é engajamento, é preciso ser mais criativo na estratégia, encontrar uma forma de valorizar a proximidade com o cliente.

Um bom exemplo são os chamados programas de fidelização. A partir de determinado volume de compras, você disponibiliza determinada mercadoria ou um desconto especial.  É uma boa opção para fazer com que a pessoa opte por seu produto ou serviço, mas evite os “truques”, como vincular o brinde a outra compra ou mesmo limitar demais a troca do voucher.

É óbvio que o consumidor pode aceitar que o uso não possa ser feito em determinado período, porém há quem exagere nas exceções e, pior ainda, não deixe as regras claras, criando as chamadas “pegadinhas”.

Outra questão importante: use os dados do cadastro corretamente. Nada pior do que solicitar informações ao consumidor e nunca usá-las para fazer ofertas personalizadas. Se a pessoa se dispôs a preencher um formulário, é porque ela tem interesse na sua marca; não desperdice esse contato.

Quais as ferramentas que podem ser empregadas numa promoção?

Definidos os objetivos e, principalmente, os critérios da sua promoção, saiba que hoje não faltam ferramentas para ajudar na execução.

Se for usar as redes sociais, fique atento às regras estabelecidas pelos administradores das páginas e estude a possibilidade de empregar as opções disponíveis para os sorteios. Para o Facebook, hoje os mais populares são o Sorteime e YesGanhei!.

Ao decidir-se por um concurso com foto, frase ou vídeo, cuide para que o seu site esteja devidamente preparado. Nada pior do que um servidor sobrecarregado, correto? Isso não apenas vai prejudicar sua ação, como incomodar seus consumidores, uma vez que terão dificuldades para acessar a página.

No caso do uso do SMS — uma excelente alternativa para quem tem os dados dos clientes —, atenção com a questão da personalização. A relação que temos com nossos aparelhos celulares é muito especial, não aceitamos bem ações “invasivas”.

Além de uma mensagem personalizada — receber uma oferta que não tem nada a ver com você tem um efeito negativo —, aproveite a oportunidade para atrair audiência para seus canais na internet. São mais pessoas acompanhando sua marca, e você ainda tem como captar cadastros para ações futuras.

Como você percebeu, não é muito difícil entender como fazer uma promoção para fidelizar e engajar clientes. O principal, para não errar, é planejar bem as ações, atentar para cada detalhe. Aliás, qualquer estratégia de exposição e de divulgação da sua marca deve receber o mesmo cuidado. Reside aí a importância de sempre contarmos com a ajuda de empresas especializadas.

E você? Quais estratégias tem utilizado para fazer com que seu cliente se sinta especial? Deixe seu comentário para compartilhar suas experiências conosco!

Quer compartilhar?
Empreendedor ideias conteudo email

Que tal o melhor conteúdo sobre empreendedorismo para você ter sucesso nos negócios?

Faça como centenas de nossos leitores: