Feijão com Arroz

Serviços de design na medida

Menu

5 razões para separar as finanças: Pessoal x Empresa

Empreendedorismo, Finanças Leia em 5 minutos

Muito se ouve que é importantíssimo para as empresas e para os proprietários delas que as finanças pessoais e empresariais sejam totalmente separadas. Há, inclusive, um princípio contábil que trata disso: o Princípio da Entidade.

Ele especifica que não devem ser misturados os patrimônios da pessoa física com os da pessoa jurídica. Mas qual a real importância de pagar o combustível do carro da empresa com o cartão de crédito empresarial e não com o pessoal, já que os gastos são tão pequenos?

Este e muitos outros questionamentos podem ser feitos ao estruturar as finanças do seu negócio. Por isso, listamos 5 razões para você separar suas contas pessoais das contas da sua empresa. Esta prática é fundamental para manter o controle da receita do seu negócio.

Vamos lá?

1) A contabilidade da empresa precisa mostrar a realidade

Já pensou em utilizar os índices econômico-financeiros para realizar um planejamento de longo prazo? Se suas finanças não estiverem separadas, você poderá encontrar índices completamente diferentes da realidade da sua empresa. Isso acarretará investimentos maiores ou menores em relação ao que deveria, de fato, ser investido.

2) Seus preços podem estar muito caros ou muito baratos

Já pagou fornecedores com seu próprio cheque para ganhar tempo? Pode ser um veneno para sua empresa no longo prazo. Essa prática gera uma ausência de lançamento dos valores na contabilidade da empresa. O resultado é que os produtos serão lançados contabilmente com um custo inferior ao real.

Para obter as margens de lucro desejadas, você precisará cobrar menos de seus clientes, que ficarão felizes, mas quando você for verificar seu fluxos de caixa, os valores não vão bater, pois saiu muito mais dinheiro do que entrou na sua empresa.

3) O pró-labore deve ser pago apenas na data correta

Em toda necessidade, você busca o caixa da empresa e retira valores de maneira descontrolada? Pare com essa prática, pois desempenhando funções na empresa, os sócios devem ser remunerados apenas de maneira periódica, assim como os funcionários da sua empresa.

Essa prática gera desconfiança e incerteza em relação à eficácia dos controles por parte dos próprios funcionários, que verão de tempos em tempos o dinheiro ser retirado do caixa pelos sócios.

4) O fluxo de caixa da empresa deve ser registrado

Uma das formas mais efetivas de verificar como as finanças estão sendo manipuladas e, se estão separadas, é a preparação, o registro e o controle do fluxo de caixa. A pessoa responsável pelo preenchimento desta demonstração deve estar ciente das características dos gastos realizados no ambiente empresarial.

Uma despesa eventual com alimentação, mas que seja em um local mais distante da empresa, por exemplo, deve ser questionada aos gestores para verificação. Só deve ser registrada na contabilidade da empresa se representar, de fato, um gasto realizado em nome da empresa.

5) Evite consequências legais

A base para o pagamento de imposto de renda daqueles que estão tributados pelo Lucro Real é a diferença entre as receitas e as despesas de uma empresa. As receitas, por se tratarem de componente positivo e normalmente são obtidas pela venda de produtos ou serviços ou por retornos financeiros de investimentos, não permitem manipulação por parte dos gestores.

Já os gastos gerais podem ser registrados de maneira equivocada, fazendo com que o valor-base para pagamento obtido seja diferente do real. Isso acarreta o recolhimento de valores equivocados por parte da empresa e, caso ocorra fiscalização por parte do governo, pode gerar multas e sanções por causa de valores lançados como empresarias, mas que, na verdade, eram pessoais.

Para ajudar a realizar essa separação, alguns passos relativamente simples devem ser tomados na prática. Vamos a eles:

Busque um bom relacionamento com o banco

Se for o caso, migre todas as suas contas de pessoa física e de pessoa jurídica para um único banco. Isso te dará maior poder de barganha, reduzindo gastos e aumentando o nível de controle das operações.

Não leve obrigações da empresa para casa e vice-versa

A vida pessoal e a vida profissional devem ser completamente distintas. Isso está ligado não somente às atividades, mas também às obrigações. Uma conta de energia elétrica do escritório não deve ser levada para casa e a sua conta de telefone residencial não deve estar no ambiente da empresa. Isso evita problemas organizacionais e pagamentos que possam ser realizados de maneira acidental.

Registre todos os gastos

Um gasto foi realizado pela sua empresa? Faça o registro imediato e tempestivo dentro dos sistemas dela. Se não possuir um, busque um sistema de gestão online, o qual pode ser uma arma fortíssima no caminho da organização e na segregação dos gastos.

Adquira um sistema de gestão

O investimento que é realizado com a aquisição de um sistema de gestão online será diluído em anos de utilização e os benefícios que ele traz para uma empresa são imensos. Ele já calcula todos os índices, identifica variações excessivas de gastos, o que pode indicar registros equivocados, além de servir de obstáculo para o registro de qualquer gasto que tenha sido realizado pelos sócios como pessoas físicas.

Pague aos sócios o que eles merecem, não o que eles gastam

Um sócio deve ser remunerado pelo trabalho que ele exerce, pela atividade profissional que é desempenhada na empresa. Ele não pode ganhar o dobro que um funcionário que realiza tarefa similar apenas porque ele gasta mais. Ele deve ganhar apenas o que merece, de acordo com a atividade realizada. Defina os valores com base nas atribuições do profissional e não nos gastos pessoais.

A tarefa de separação das finanças pessoais e empresariais é contínua. Ela deve fazer parte da política organizacional de qualquer empresa e precisa fazer com que os funcionários mudem os próprios procedimentos para que um registro qualquer não seja feito de maneira equivocada.

Em longo prazo, isso será muito benéfico, pois permitirá que se apresente apenas o que foi gasto, obtendo informações reais e ajudando de maneira efetiva no planejamento empresarial.

Se você quiser saber mais sobre o mundo dos negócios, assine nossa newsletter e fique por dentro de todas as novidades!

Quer compartilhar?
Empreendedor ideias conteudo email

Que tal o melhor conteúdo sobre empreendedorismo para você ter sucesso nos negócios?

Faça como centenas de nossos leitores: